O que é pagamento rejeitado pelo PSP do recebedor?

O pagamento rejeitado pelo PSP do recebedor quer dizer que a transferência do PIX não foi aceita pela instituição financeira de pagamento do destinatário, ou seja, de quem iria receber o dinheiro. A sigla PSP quer dizer Provedor de Serviço de Pagamento.

A recusa pode ocorrer por três motivos: instabilidade do sistema, divergência de dados, conta cancelada ou bloqueada ou CPF/ CNPJ pendente de regularização.

A instabilidade no sistema é o motivo mais comum, pois pode ocorrer do PSP do destinatário está com alguma dificuldade técnica temporária, como excesso de requisições, falha de conexão, erro no sistema ou estar fora do ar momentaneamente.

A divergência de dados é quando a chave Pix do destinatário está errada, o que faz com que a instituição recebedora recuse a transferência Pix por conta da discordância de algum dado.

pagamento rejeitado pelo PSP do recebedor

A recusa por segurança pode ocorrer quando o setor de segurança do PSP de quem está recebendo não aceita um pagamento Pix por achar que a conta do destinatário tenha algum indício de fraude ou movimentação incompatível com o titular da conta.

Já se caso a conta do destinatário estiver cancelada, bloqueada ou inativa, o PSP do destinatário pode recusar momentaneamente a transferência PIX até que seja feita a regularização por parte do titular.

Por fim, se o CPF ou CNPJ do titular da conta do destinatário estiver precisando de algum tipo de regularização, o PIX também pode ser recusado a partir do critério do PSP recebedor.

O que fazer caso o pagamento seja rejeitado pelo PSP do recebedor?

Se você tentou fazer uma transferência PIX e o PSP foi recusado pelo PSP do recebedor, a dica que damos é esperar alguns minutos e tentar fazer a transferência novamente.

Confira se os dados estão corretos e se o erro continuar, será necessário que o destinatário para quem está tentando fazer o PIX entre em contato com a instituição que possui chave cadastrada para verificar se tem alguma restrição para receber a transferência.

Quando há suspeita de fraude, pode ocorrer também, além da transferência ser recusada, de ela ser retida por até uma hora.

Se o PIX estiver sendo recusado por conta do PSP, talvez a melhor opção seja pedir ao destinatário outra chave PIX ou ainda tentar fazer a transferência de recurso por TED.

Como usar o Pix para fazer transações financeiras

O meio de pagamento eletrônico Pix foi lançado em 2020 pelo Banco Central, passando a funcionar a partir do dia 16 de novembro.

O Pix permite pagamentos instantâneos e transferências que são concluídas em até dez segundos. O serviço é totalmente sem custos, tanto para quem envia quanto para quem recebe, e funciona 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Este meio de pagamento passou a ser usado largamente, pois é menos burocrático que outros serviços como TED e DOC. O Pix permite ainda realizar pagamentos sem que seja preciso o uso de dinheiro em espécie ou cartão de crédito e débito. O pagamento instantâneo também dispensa a necessidade de usar maquininha de cartão, já que as transações podem ser feitas entre celulares.

Para mandar e receber Pix, o usuário precisa ter o serviço habilitado no aplicativo da instituição financeira que utiliza. Há três formas de usar o meio instantâneo de pagamentos. São elas:

  1. Chaves Pix: CPF, telefone, e-mail ou chave aleatória cadastrado e vinculado à conta;
  2. QR Code: quem vai fazer o pagamento usa a câmera do celular para fazer a leitura do QR Code gerado pelo recebedor ou estabelecimento. Você também pode gerar seu QR Code e enviar para seu devedor;
  3. Dados pessoais: por esta modalidade, informa-se os dados bancários, CPF, nome completo, número da conta e agência bancária de quem vai receber a transferência.

Agora que você já sabe o que é o pagamento rejeitado pelo PSP do recebedor, certamente fica mais fácil solucionar o problema juntamente com a pessoa que vai receber o Pix.