O que colocar na descrição do pagamento?

Sempre que um pagamento precisa ser realizado, há muitas dúvidas sobre o que colocar na descrição do pagamento.

Você já deve ter percebido que ao realizar transações bancárias muitos bancos sugerem que você informe uma descrição específica para a identificação daquela transação. Essa identificação ajuda você e os bancos a compreender melhor qual é a finalidade da transação.

Irei explanar melhor esse assunto a seguir e você verá como é importante saber o que colocar na descrição do pagamento. Confira com atenção!

Pra que serve a descrição do pagamento?

O que colocar na descrição do pagamento

Os dados informados na descrição servem para uma futura checagem de segurança. Por exemplo, se houver alguma transação desconhecida na sua conta, seu banco irá identificar como uma transação duvidosa ou de risco para a sua conta bancária.

Até mesmo se você esquecer que fez alguma transferência agendada, por exemplo, essa descrição irá te ajudar a se lembrar quando e o porquê foi realizada.

A descrição também serve para nutrir análises de softwares de data mining, ou seja, ferramentas que identificam possíveis irregularidades financeiras. Dessa forma, dependendo do que o cliente descreveu no campo, o banco tem a liberdade de permitir ou não que a transação seja realizada.

Vale ressaltar que o campo de descrição é diferente de “motivo de transação”. Na verdade, são duas informações que se complementam. No campo “motivo da transação” o próprio banco já oferece algumas opções prontas. Já em “descrição”, o cliente é livre para digitar o que desejar.

Essa informação ficará restrita e com acesso somente por você, a não ser que o banco tenha outros motivos para investigar sua descrição. Portanto, não precisa ser uma descrição formal, pode ser escrita com as suas palavras mesmo. Veja a seguir o que você deve ou não colocar!

Afinal, o que colocar na descrição do pagamento?

Outra coisa importante que preciso falar aqui é que a descrição não é obrigatória. Você conseguirá fazer a transação normalmente caso não preencha esse campo, mas como eu já mencionei, a informação é importante caso aconteça algum problema com sua transação.

Como será uma informação exclusiva para sua própria organização, você pode colocar o que mais identifica a transação, por exemplo: pagamento do cartão de crédito, transferência de serviços prestados, transferência para irmão, conta de luz janeiro/2020, crédito de celular, etc.

Caso não queira detalhar completamente sua transação, pode colocar algo bem genérico como pagamento, transferência, empréstimo, etc. Vale ter muita atenção sobre o que colocar na descrição do pagamento, pois se colocar algo suspeito, certamente sua conta será investigada pelo banco.

Já aconteceu de um cliente ter sua conta bloqueada e a operação cancelada, justamente por conta de uma informação suspeita na descrição.

Resumindo, você deve colocar algo bem simples para te ajudar a entender como você está gastando o seu dinheiro. Funciona mesmo como um histórico de transações com identificação de tudo o que é feito por você.

E aí, gostou de aprender mais essa dica importante? Então, compartilhe em suas redes sociais para ajudar pessoas que têm a mesma dúvida que você!