Como parcelar a dívida total do cartão de crédito?

Apesar de ser uma grande facilidade para o consumidor, os cartões de crédito também podem se tornar uma incrível dor de cabeça, principalmente quando a pessoa deixa de quitar a fatura, o que levanta a pergunta: como parcelar a dívida total do cartão de crédito?

A maneira mais segura de realizar o parcelamento de uma dívida ativa é procurando a instituição financeira do seu cartão, mas o quanto antes. Isso porque o Brasil é um dos países com a taxa de crédito rotativo mais elevado no mundo, fazendo com que uma fatura atrasada venha a dobrar de valor em pouco tempo.

Contudo, não há motivo para se desesperar, pois trago informações realmente importantes sobre como parcelar a dívida total do cartão de crédito. Sendo assim, continue a leitura para descobrir como se livrar desse problema financeiro. Boa leitura!

Como parcelar a dívida total do cartão de crédito com segurança

como parcelar a dívida total do cartão de crédito

1 – Conheça a fundo todas as suas contas

Você está com problemas em mais de 1 cartão de crédito? Então, a solução é anotar tudo no papel. O primeiro passo para solucionar esse problema que muitas pessoas enfrentam, é confrontar o X da questão.

Em outras palavras, você deve saber exatamente o que te aperta e o quanto te aperta. Com uma visão mais geral da matemática das suas faturas fica mais fácil encontrar o início do quebra-cabeça, ou seja, qual o valor você pode arcar mensalmente para quitar sua dívida.

2 – Entre em contato o mais rápido possível com a central do seu cartão

O segundo passo é talvez o mais importante. Afinal, para realizar o parcelamento da dívida total do seu cartão de crédito será necessário entrar em contato com o departamento financeiro da instituição do cartão.

Mas agora você já tem um ponto a seu favor, pois já analisou sua situação financeira e sabe o valor aproximado que pode pagar. Atualmente, os bancos e administradoras de cartões oferecem meios de comunicação facilitado, como é o caso do WhatsApp.

Sendo assim, basta apenas uma mensagem para dar início ao processo de parcelamento.

3 – Procure entender qual é o CET (Custo Efetivo Total) do cartão de crédito

Sempre que você ouvir falar sobre o CET, saiba que ele é a soma das taxas, encargos e juros que fazem parte da sua dívida. Portanto, assim que entrar em contato com administradora já procure conhecer por completo o Custo Efetivo Total.

Quando a pessoa não tem conhecimento sobre isso, a possibilidade de parcelamento pode ser atraente, mas se trata de um “disfarce”. Isso pode gerar outro problema, afinal você acha que é um valor, mas acaba sendo um montante mais alto do que cabe no seu bolso.

Então, comece sempre com essa pergunta: “primeiramente gostaria de saber qual é o CET da minha dívida?”.

4 – Insista em negociar a dívida total em parcelas fixas

Um grande erro que muita gente comete, inclusive alguns amigos meus já passaram por isso, é não fechar acordo em parcelas fixas. Isso quer dizer que muitas administradoras fecham acordo sim, mas incluem taxas e juros nas parcelas.

O resultado muitas vezes não é o mais satisfatório, uma vez que o valor final pode acabar sendo maior do que se esperava. Preste muita atenção a essa questão antes de assinar qualquer acordo.

5 – Nada de loucura, o parcelamento deve ser real para seu bolso

Quantas vezes já me disseram que a administradora do cartão ofereceu um parcelamento ótimo, com a possibilidade de poucas parcelas ou a extensão de parcelas  em diversas vezes, mas tenha calma e nada de loucura.

Se você não analisar bem o que é oferecido pela administradora pode estar trocando seis por meia dúzia. Isso porque você deve optar por um parcelamento que caiba por completo em seu orçamento, a fim de dar conta de chegar ao fim do parcelamento.

Dessa forma, se achar que no momento não é um bom negócio, espere mais alguns dias ou semanas, sempre terá uma oferta melhor do a anterior.

De toda forma, caso não tenha acordo e notar que a administradora não está facilitando procure orientação jurídica. Afinal, se você entrou em contato é porque certamente quer regularizar sua situação, não é mesmo?

O fato de como parcelar a dívida total do cartão de crédito não deve ser algo assustador, pelo contrário, deve ser um processo de muita calma e análise, para encontrar a melhor solução a curto e longo prazo.

Espero ter ajudado com essa dúvida. Se conhece mais pessoas que estão passando pelo mesmo, é só compartilhar esse post para ajudar mais e mais amigos! 😉