Como fazer transferência bancária de um banco para outro?

Aos poucos as dúvidas sobre como fazer transferência bancária de um banco para outro, estão diminuindo. Isso porque as pessoas têm ganho mais autonomia com o mundo digital de hoje, o que facilita a compreensão de temas como esse.

O processo todo é bem simples, pois os tipos de depósitos são bem específicos, mas ainda assim é preciso atenção. Uma vez que cada formato de depósito respeita certas regras e tempos de compensação, o usuário precisa conhecer suas especificações.

Sendo assim, o que acha de seguir a leitura para entender na prática como fazer transferência bancária de um banco para outro? Ao final tenho certeza de que você irá dizer: “como eu não sabia algo tão simples e direto assim?”. Boa leitura!

Saiba quais dados serão pedidos de você no processo de transferência

Toda a operação é baseada na troca de informações. Por isso o Banco Central determina que o depositante, no caso você, tenha todas informações do destinatário em mãos na hora de efetivar a transferência. Dessa maneira, anote aí o que irá precisar:

  • Cadastro de Pessoas Físicas (CPF);
  • Código de operação do banco ao qual irá o depósito;
  • Número da agência, geralmente são 4 dígitos;
  • Número da conta a ser depositada.

Ter conhecimento preciso dessas informações já é meio caminho andado para efetivar o depósito. Logo após você terá 2 opções de operação para realizar o depósito, com a ajuda de um funcionário devidamente autorizado pelo banco, forma assistida ou em autoatendimento. Veja abaixo os principais canais que pode utilizar para fazer isso.

Conheça os principais canais que pode utilizar

Transferência de dentro da agência

A transferência diretamente dentro de uma agência implica basicamente da necessidade de transferir um valor diário acima do permitido pelo banco em diferentes canais de atendimento. É como se você já tivesse transferido na lotérica o limite e ainda precisasse transferir outra quantia, aí sim se deslocaria para o banco.

Então, o processo deve ser realizado diretamente na boca do caixa, mediante apresentação de documentação pessoal e dados do favorecido.

Diretamente no caixa eletrônico

Assim que chegar ao caixa eletrônico, insira seu cartão ou digital se tiver cadastrado. Em seguida, vão aparecer alguns passos que deve atender, são eles:

  • Você terá que escolher a opção “Transferências”;
  • Logo após selecionar a opção “Outros Bancos”;
  • Na tela irão aparecer campos de informações que serão preenchidos por você, como conta, agência e código de operação.

Ao final do processamento será emitido o seu comprovante de transferência, e guarde-o bem, pois é a sua forma de comprovar a transferência caso algo venha a dar errado.

Através do smartphone ou com acesso à internet

Na minha opinião, a transferência bancária para outros bancos através de Internet Banking é a opção mais prática e segura. Você pode utilizar seu celular ou mesmo o site do banco para fazer o processo.

Em seguida, localize a opção “Transferências” e “Outros Bancos”. Nesse momento aparecerão basicamente 2 opções: DOC ou TED. Se o valor for demasiado alto, será preciso realizar o cadastramento antecipado do favorecido, que no caso é a pessoa para quem está transferindo.

Ah, não sabe o que significa as siglas TED e DOC? Então, a seguir você irá aprender como identificar a opção certa para cada transferência.

Afinal, como fazer transferência bancária de um banco para outro?

como fazer transferência bancária de um banco para outro

As opções DOC (Documento de Ordem de Crédito) e TED (Transferência Eletrônica Disponível), são dois formatos de transferência em espécie, ou seja, em dinheiro, entre contas cadastradas em diferentes bancos.

Basicamente, a diferença é o limite de dinheiro transferido. Portanto, o DOC permite que você transfira até R$ 4.999,00 e a TED possibilita a transferência de valores superiores a R$ 5.000,00.

Características da transferência em DOC

Existem dois tipos de DOC: “DOC E” e “DOC D”, veja suas diferenças:

  • DOC E: é utilizado na transferência em espécie entre contas cadastradas com titulares distintos;
  • DOC D: é utilizado na transferência em espécie entre contas cadastradas com o mesmo titular.

Agora é hora de identificar qual será a natureza desse DOC. O que motiva você a transferir utilizando o DOC? É algum pagamento a fornecedores? É por motivo de pensão alimentícia? Ou será apenas crédito em conta corrente?

É fundamental escolher o tipo de DOC certo para cada transferência feita. Além disso, precisará das informações da pessoa como: CPF ou CNPJ, caso seja pessoa jurídica, ainda necessitará das informações bancárias e definir o tipo de conta, se será corrente ou poupança.

Quanto ao tempo de compensação é necessário consultar seu banco, pois o tempo varia muito entre as instituições.

Características da transferência em TED

Vai fazer uma transferência de valor acima dos R$ 5.000,00? Então, sua opção é a TED, pois como mostrei o DOC não permite esse valor. Portanto, a TED não limita valor máximo ou mínimo.

Os tipos de TED seguem a mesma linha do DOC, isto é, existem 2 tipos: “TED E” e “TED D”, que se mantêm no parâmetro do DOC. Mas saiba que existe uma grande vantagem da TED sobre o DOC. Isso porque uma TED compensa muito mais rápido do que um DOC.

Para se ter uma ideia, se você fizer uma transferência no horário comercial do banco, há a possibilidade de cair até dentro de uma hora. Caso faça depois que o banco encerrou o serviço, apenas no próximo dia útil.

E aí, já compreende melhor como fazer transferência bancária de um banco para outro? Então, espero ter colaborado para melhorar seu dia a dia comercial. Compartilhe as dicas! 😊