Cheque devolvido motivo 20: O que significa? O que fazer?

Cheque devolvido motivo 20 significa que o correntista do cheque fez uma solicitação de sustação ou revogação em virtude de furto, roubo ou extravio de folhas de cheque em branco.

Contudo, separei dicas que podem te ajudar de diferentes maneiras quando há uma devolução de cheque dessa natureza. Quer saber mais? Então, acompanhe as informações!

Cheque devolvido motivo 20: o que fazer em caso de roubo de cheque?

cheque devolvido motivo 20

Quando falamos em roubo de cheque a primeira coisa que vem à cabeça de muitos é um roubo à mão armada, não é mesmo? Mas você sabia que há diferença entre roubo e furto?

Embora os dois significam que algo foi, de fato, subtraído, são casos diferentes. Quando há um roubo, supostamente o ladrão aborda a vítima de forma direta e anuncia o roubo, levando seus pertences, inclusive seu talão de cheque.

Já o furto funciona assim: você está lá na lotérica da sua cidade e está preenchendo um envelope para depósito, mas acabou se descuidando e tirou a atenção da sua bolsa ou carteira. Nesse momento, alguém sorrateiramente e furta seu cheque, compreendeu a diferença?

Ambas as situações configuram roubo do cheque e por isso estão passíveis de serem sustados e revogados. Além disso, a questão do extravio também se faz presente nessa alínea, pois estabelece que o emissor perdeu seu cheque ou talão, e é imprescindível tomar as medidas cabíveis.

Contudo, antes de se desesperar é fundamental estar com a cabeça limpa para pensar, pois há um passo a passo importante a ser seguido. Veja!

1. Notifique a sua agência bancária

A primeira coisa que deve fazer é notificar a sua agência bancária de imediato. Nesse processo você poderá requisitar a sustação, revogação e, em alguns casos, o cancelamento do seu talão ou folha de cheque.

Não deu certo de ir pessoalmente à agência e teve que fazer a notificação via telefone? Sem problemas, tenha certeza de anotar os dados do protocolo de atendimento, e quando estiver em posse do boletim de ocorrência, apresente também ao banco, a fim de que ele não cubra o cheque se repassado.

DICA EXTRA: por via das dúvidas, peça ao funcionário da agência que te atendeu para emitir algum tipo de documento certificando de que você repassou o boletim de ocorrência.

Leia também: Cheque devolvido motivo 22: o que significa? O que fazer?

2. Contate imediatamente os órgãos de proteção ao crédito

No sentido de se proteger de todos os lados, o segundo passo é notificar os órgãos de proteção crédito. Só de cabeça posso me lembrar de: SPC, Serasa Experian, Boa Vista SCPC. É preciso notificar todos eles?

Sim, e o motivo é bem simples. Como são órgãos individuais eles detêm bancos de dados específicos e próprios da sua administração. Na verdade, essa notificação funciona como um “alerta” às instituições protetoras do crédito, no caso de algum cheque extraviado vier a ser apresentado.

Para facilitar sua vida, você pode notificar virtualmente o Serasa Experian através do canal de atendimento. Para falar com a Boa Vista SCPC é só acessar por aqui.

No entanto, já para entrar em contato com o SPC será necessário ir pessoalmente a um estabelecimento e se direcionar ao balcão de atendimento.

DICA EXTRA: para todos os casos, será preciso apresentar seus documentos, informar quais documentos foram roubados e disponibilizar o boletim de ocorrência.

Leia também: Cheque devolvido motivo 70: o que significa? O que fazer?

3. Procure uma delegacia para fazer um boletim de ocorrência

Bom, como pôde perceber até aqui, para recorrer dos seus direitos em caso de cheque devolvido motivo 20, o boletim de ocorrência deve estar em mãos. Portanto, o processo é bem simples para criar um B.O.

Se direcione à delegacia da sua cidade, bairro ou região, portando todos os seus documentos. Ali você deverá informar o cenário completo de como tudo ocorreu: foi utilizada violência? Houve contato direto com o ladrão? Houve ameaça? Você nem percebeu? Enfim, descreva tudo da melhor forma possível.

Em seguida, você terá que discernir todas as informações e dados dos documentos roubados, furtados e extraviados. Nesse caso, estou falando das informações do seu talão de cheque, número das folhas, entre outros.

Prontinho, você já terá seu boletim em mãos é já pode dar andamento à proteção do seu nome.

DICA EXTRA: em alguns estados é possível realizar todo esse procedimento de forma virtual, ou seja, através de um computador ou smartphone. Então, verifique a disponibilidade na área em que reside.

Antecipe-se aos problemas com o motivo 20 na devolução de cheque

Prevenir sempre é melhor do que remediar, não é verdade? Portanto, procure carregar consigo poucas folhas de cheque, o mais certo é ter com você apenas o que será usado, a fim de diminuir as chances de furtos e roubos.

Outra dica é, tenha sempre separado os cheques dos documentos pessoais, para que em eventual cenário de adversidade você tenha seus documentos para correr atrás de não sair no prejuízo.

Outro ponto que gostaria de levantar aqui é o seguinte: o motivo 20 está relacionado apenas às folhas de cheques em branco que já não se encontram em poder do usuário, ou seja, folhas de cheque já emitidas não se relacionam com esse motivo.

Agora é com você assegurar a saúde das tuas finanças, pois sabendo o que representa um cheque devolvido motivo 20, fica mais fácil se precaver de problemas. Espero ter contribuído e até a próxima. Compartilhe as dicas! 😊